Arquivo postado em ‘Manizales’

SUBINDO O VULCÃO NEVADO DEL RUIZ!

Friday, January 14th, 2011

Uma das aventuras mais arriscadas que eu realizei em toda minha vida, foi subir 5.389 metros de um vulcão sem a ajuda de oxigênio. O Nevado del Ruiz é um vulcão cujo seu cume possui neve eterna apesar dele estar ativo. Situado na Cordilheira Central dos Andes, o vulcão está localizado no Parque de los Nevados entre os Estados de Caldas e Tolima na Colômbia. Para subir um vulcão desse nível, à pessoa deve antes preparar-se muito bem fisicamente e psicologicamente. Roupas e calçados apropriados também ajudam a diminuir as dificuldades climáticas e do solo escorregadio. Outra coisa importantíssima é contratar um guia que tenha muita experiência em expedições como essa. Durante a subida qualquer pessoa pode começar a sentir…

desconforto ou tontura por causa da alta altitude, podendo causar até uma parada cardíaca dependendo do caso. Sobre a alimentação, dois dias antes da subida eu procurei comer apenas comidas leves e nada de bebidas alcoólicas. Comer castanhas de caju e doce leite eu recomendo para repor as energias. Depois dos 4.800 metros de altitude, é nítida a escassez do ar e a facilidade com que nos cansamos. Caminhar lentamente e descansar a cada 50 metros é uma ótima técnica para ajudar a economizar fôlego. Depois de várias paradas, vontade de desistir, desgaste fisico e emocinal, eu consegui e mais um grupo de mochileiros, conseguimos completar a subida do vulcão Nevado del Ruiz com 5.389 metros de altitude em aproximadamente 2 horas. Após o feito, agradeci muito ao meu guia por ter me ajudado nas dificuldades encontradas durante o caminho, e a Deus por ter me dado saúde e força suficiente para completar esse desafio. Mais informações sobre valores e horários de funcionamento do Parque de los Nevados e de outros parques da Colômbia, acessem www.parquesnacionales.gov.co
O QUE LEVAR?
(Sapatos de cano alto, Calças cômodas para caminhar, Luvas, Jaquetas impermeáveis, Gorro, Óculos com proteção UV, Bloqueador solar, Protetor para os lábios, Câmara fotográfica, Bebidas hidratantes, Frutas, Roupa de reposição, Bastão de apoio, Cantil, Amendoim e doces)

Fotos: Blog Giramundos – (Marcos Garcia junto com o grupo de colombianos que subiram o pico do Nevado del Ruiz)

Fotos: Blog Giramundos – (Abaixo está o acampamento base a 4.800 metros de altitude sobre o nível do mar)

Fotos: Blog Giramundos – (Quanto mais eu subia mais o acapamento base ficava distante dos meus olhos)

Fotos: Blog Giramundos – (Passando os 5.150 metros de altura já era possível ver neve)

Fotos: Blog Giramundos – (Marcos Garcia consegue completar sem ajuda de oxigênio os 5.389 metros do Vulcão Nevado del Ruiz)

A TRISTE HISTÓRIA DA MENINA OMAIRA SANCHEZ!

Omaira Sanchez foi uma vítima de uma calamidade procovada pelo Vulcão Nevado de Ruiz no ano de 1985. Depois da erupição do vulcão, Omaira ficou presa durante 3 dias entre o lodo, lama, pedações de sua própria casa e os corpos se seus pais. Para salvá-la, seria necessário amputar-lhe as pernas, mas naquela época faltavam médicos experientes para isso. Omaira resistiu bravamente o máximo que ela pode e aguentou firme até a sua morte. Sua agonia foi transmitida na televisão em tempo real para o mundo inteiro. Cerca de 21 mil pessoas morreram na tragédia, pelo menos 50 mil perderam suas casas e milhares ficaram feridas depois que o vulcão Nevado del Ruíz inativo há 140 anos entrou em erupção e derreteu sua capa de neve. A erupção atingiu 10 cidades da Colômbia e soterrou completamente o povoado de Armero, com 51 mil habitantes. De acordo com o piloto comercial Jorge Rivera, que sobrevoou a região dezoito horas depois da tragédia, a cidade de Armero havia desaparecido do mapa.

Fotos de Omaira Sanchez – Google

 

Vídeo: Google – (A menina Omaira Sanchez faz uma declaração para sua mãe antes de morrer)

 

Vídeo: Blog Giramundos – (Marcos Garcia explica sobre a triste história da menina Omaira Sanchez)

Vídeo: Blog Giramundos – (Marcos Garcia sobe acima de 5.000 metros de altura no Vulcão Nevado del Ruiz)

Vídeo: Blog Giramundos – (Marcos Garcia mesmo cansado, fala com emoção após completar sem a ajuda de oxigênio os 5.389 metros do Vulcão Nevado del Ruiz na Colômbia)