Arquivo postado em ‘COLOMBIA’

VIADUTO SE TORNA PONTO TURÍSTICO NA COLÔMBIA!

Tuesday, June 19th, 2012

Sabe aqueles dias que você não tem nada para fazer, e o recepcionista do hotel pergunta se você não quer ir visitar um ponto turístico diferente. Bom, foi assim que descobri o viaduto de Pereira na Colômbia. Localizado a cerca de 6 horas da capital Bogotá, o viaduto “César Gaviria Trujillo” une a cidade de Pereira ao município de Dosquebradas passando pelo rio Otún. O viaduto foi inaugurado em novembro de 1997 e seu nome é uma homenagem ao presidente colombiano de número 40 daquela época. Além do monumento de Simón Bolívar, o Viaduto de Pereira se tornou o segundo ponto turístico mais importante da cidade. O viaduto mede aproximadamente…

650 metros de comprimento, 24 de largura e 100 de altura. Sua construção foi considerada a mais importante da engenharia colombiana dos últimos anos. Parabéns ao governo e as prefeituras das duas cidades, além dessa grande obra ter melhorado o fluxo dos veículos de Pereira e Dosquebradas, uniu também a população dos dois municípios em um só. Não tive a oportunidade de passear nesse viaduto a noite, mas moradores da região me disseram que vê-lo todo iluminado é mais bonito do que durante o dia. Então está dada a dica, quando forem a Pereira na Colômbia, além de visitar o viaduto durante o dia, deem uma passadinha rápida à noite também. Boa viagem!

Foto: Giramundos.com – (Caminhando sentido ao município de Dosquebradas, esta é a visão de cima do viaduto)

Fotos: Giramundos.com

 

SUBINDO A PEDRA DO PEÑOL NA COLÔMBIA!

Wednesday, March 14th, 2012

Quer uma ajuda para escolher seu próximo destino de férias? Se você é aventureiro e gosta de viajar para lugares diferentes, então arrume suas malas e embarque para Colômbia. Conheça um dos lugares mais fascinantes desse país, a Pedra do Peñol. Saindo de Medellín, a 2h30 de carro está localizada a pedra mais famosa da Colômbia. Com cerca de 200 metros de altura, a Piedra del Peñol é uma das principais atrações turísticas da pequena cidade de Guatapé. Para subir até o topo, é preciso um bom preparo físico para encarar aproximadamente 650 degraus, porém todo o esforço é recompensado com uma vista…

panorâmica incomparável. De cima da pedra, é possível observar dezenas de pequenas ilhas que se formaram ao longo dos anos. O mais interessante, é que algumas dessas ilhas possuem formatos de animais. Para subir as escadas e ter acesso ao topo da pedra, a entrada na época me custou cerca de CO$9.000 pesos colombianos, o equivalente a R$7,00 reais. Uma dica legal é tentar visitar a Pedra do Peñol durante um dia ensolarado, assim as fotos tiradas do topo ficaram espetaculares. Enfim, considero a Piedra Del Peñol de Guatapé um dos pontos turísticos mais belos da Colômbia. Vale a pena visitá-la meus amigos!

 Foto: Giramundos.com – (Atrás é possível observar pequenas ilhas que se formaram com o passar do tempo)

Fotos: Giramundos.com

Vídeo: Giramundos.com – (Marcos Garcia caminhando em direção a Pedra do Peñol na Colômbia)

Vídeos: Giramundos.com

 

ONDE COMER EM BOGOTÁ? – RESTAURANTE CASA SANTA CLARA

Saturday, March 10th, 2012

A Colômbia é um país cheio de cultura, gente alegre, divertida, praias lindíssimas, floresta amazônica, montanhas andinas, ruínas arqueológicas e, além disso, é a terra natal do fantástico escritor Gabriel Garcia Marquez. Sempre que escrevo sobre a Colômbia gosto de dar dicas diferentes. A de hoje, por exemplo, é sobre gastronomia. O restaurante “Casa Santa Clara” está localizado aproximadamente 3.131 metros de altura no “Cerro Monserrate” em Bogotá. A montanha é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade e atrai turistas do mundo todo. Construir um restaurante nessa altura acredito que não tenha sido uma tarefa fácil, porém a vista panorâmica que se tem de toda…

cidade é de tirar o fôlego. Para quem deseja comer no restaurante Casa Santa Clara pode ir preparando o bolso, pois alguns pratos são exclusivos da casa, e o preço também! O restaurante oferece uma carta variada com pratos internacionais, e é claro, comidas deliciosas típicas da região. A culinária colombiana é tão diversificada quanta a brasileira. Se você deseja provar uma boa comida colombiana, então peça a “Bandeja Paisa”: arroz, feijão vermelho, carne de res, banana frita e arepa, um tipo de pão amassado na chapa, uma delicia! Não posso terminar esse post, sem agradecer a uma amiga brasileira, que me convidou gentilmente para conhecer e degustar os pratos desse fantástico restaurante.

Fotos: Giramundos.com

 

UMA CASA DE FAMÍLIA INESQUECÍVEL!

Wednesday, December 14th, 2011

Quando decidi fazer meu mochilão na América do Sul, minha primeira preocupação era onde iria morar. É claro que para um mochileiro, a opção mais econômica e divertida são os albergues. Mesmo sabendo que minha permanência não passaria de 1 ano, queria ficar bem instalado em alguma Residência Estudantil. As Residências Estudantis são casas de famílias que hospedam intercambiários de outros países. Antes de atravessar a fronteira do Equador com a Colômbia, conheci um rapaz, hoje um grande amigo colombiano, chamado Hector Beltrán. Ele me ajudou muito com dicas de restaurantes, passeios e principalmente com meu roteiro de viagem na Colômbia. Quando contei a ele que pretendia visitar várias cidades de seu país, ele se solidarizou e me convidou a hospedar-se na casa de seus parentes. Foi na cidade de Cali que me hospedei na calorosa…

família de seus tios. Foi uma experiência inesquecível ter vivido com aquelas pessoas. Eles me trataram muito bem, como se fosse um membro da família. Além da hospedagem, comida e transporte, eles me levaram para conhecer lugares maravilhosos, um deles o “Rio San Cipriano”. Viver numa casa de família, conhecendo a rotina do dia a dia, as culturas e os hábitos, sem dúvida foi fundamental para que eu aprimorasse ainda mais o espanhol como meu terceiro idioma. Lembrem-se meus amigos, cada família tem seus hábitos e costumes, e que nem sempre é fácil adaptar-se a eles. Por isso, para que sua estadia seja legal e você conquiste amigos para toda vida, seja educado e humilde. Escrevi este post, para agradecer a todos os membros da família onde me hospedei, entre eles: Sr. Ferney, Sra. Amparo, Hector, Gustavo, Diana, Charles, Maffi e Smith.

Foto: Blog Giramundos – (Esta relíquia, um Jeep Willis ano 1966 pertence ao Sr. Ferney)

Foto: Blog Giramundos – (Ficava até de madrugada planejando minhas viagens e aventuras)

Foto: Blog Giramundos – (Hector, Diana e Marcos Garcia)

Foto: Blog Giramundos – (Diana, Marcos Garcia e Charles)

Foto: Blog Giramundos – (Gustavo, Maffi e Marcos Garcia)

 

 

Vídeos: Blog Giramundos – (Conheçam a “Casa de Família” que vivi por um mês em Cali na Colômbia)

 

UM RIO EXUBERANTE CHAMADO SAN CIPRIANO!

Monday, November 7th, 2011

No post anterior escrevi como foi andar sobre uma motobruja, um transporte selvagem cheio de adrenalina. Depois de 25 minutos de pura emoção sobre os trilhos, finalmente cheguei a reserva florestal do Rio San Cipriano na Colômbia. Logo na entrada do pequeno vilarejo percebi que o lugar não tinha nada de urbano e que era pouco visitado por turistas estrangeiros. Pelo fato do Rio San Cipriano estar escondido no meio da selva colombiana, a maioria dos visitantes que o visita são moradores da própria região, ou seja, eu era o único do grupo estrangeiro. Caminhando pelo leito do rio, você vai descobrindo vários pontos para banho e lugares incríveis para mergulhar. Conversando com alguns moradores locais, eles me disseram que o principal motivo que atrai os visitantes até o Rio San Cipriano é a clareza de suas águas. Particularmente nunca havia nadado num rio tão exuberante e limpo em toda minha vida. Em algumas partes a profundidade do rio chega a 4 metros, mesmo assim você consegue enxergar o fundo. Realmente é um lugar…

selvagem que indico a vocês leitores que gostam de viajar em busca de emoção, aventura e conhecer lugares. A energia que o lugar me transmitiu, é como se a Mãe Natureza tivesse escondido aquele rio apenas para as pessoas com consciência ambiental desfrutar. Agora posso dizer orgulhosamente que fui um privilegiado em poder nadar e sentir no corpo as águas cristalinas do Rio San Cipriano na Colômbia. Para quem não gosta de carregar barracas de camping, as únicas opções de hospedagem disponíveis no local são as humildes casas dos moradores, que se tornaram fonte de renda enquanto os visitantes dormem. O preço por pessoa em um quarto compartilhado custa cerca de R$8,00 reais. É claro que no meio da selva o mais importante é ter onde dormir e comer. Falando em comida, na hora do almoço e do jantar você pode provar peixes fresquinhos que os pescadores servem em suas casas. De sobremesa a dica que sugiro é provar uma fruta exótica e típica da Colômbia, chamada Chontaduro. Dizem que essa fruta é afrodisíaca e que há duas opções para comê-la, com sal ou mel.

Foto: Blog Giramundos – (Esta fruta amarela se chama Chontaduro, muito apreciada pelos colombianos)

 

PARQUE TAYRONA: DICAS IMPORTANTES

Thursday, May 12th, 2011

1ª- COMO CHEGAR AO PARQUE TAYRONA? Existem dois caminhos: de bote pelo mar, porém este é mais complicado, pois é preciso obter uma autorização da marinha colombiana. Já a segunda opção é mais fácil. Saindo de Santa Marta principal cidade da costa colombiana, toma-se um ônibus sentido ao Parque Tayrona. A passagem custava na época aproximadamente de C$8 mil pesos, o equivalente a R$ 5,00. Após uns 40 minutos de viagem, pedir ao motorista do ônibus parar na entrada “El Zaino”.

Foto: Blog Giramundos – (Este é o ônibus que se toma para chegar até a entrada El Zaino do Parque Tayrona na Colômbia)

2ª- ATENÇÃO COM AS COBRAS: Embora pouca gente saiba, há muitas espécies de cobras no Parque Tayrona, e algumas delas são venenosas. Caso você seja picado por alguma delas, não permita que os nativos do parque o levem para a cidade mais próxima, que é Santa Marta a 34 km. Seria muito longe e arriscado. Descobri através de um guia que a própria administração do parque tem soro antiofídico para casos de emergência. Portanto, deixo a dica que é extremamente importante caminhar no parque usando calçados que lhe ofereça uma segurança adequada contra esses animais peçonhentos.

 3ª- QUANTO CUSTA PARA ENTRAR NO PARQUE TAYRONA? Existem 3 tipos de preços: Para os estrangeiros custa cerca de C$20 mil pesos colombianos, o equivalente a R$18,00. Para quem é colombiano custa cerca de C$7 mil pesos, o mesmo que R$5,00. Para qualquer criança a entrada vale C$3.500 mil pesos, o equivalente a R$2,00. Ao pagar a entrada o visitante recebe uma pulseirinha que lhe dá o direito de permanecer no parque o tempo que for necessário. 

4ª- IMPORTANTE ÁGUA POTÁVEL: Comprem água mineral de garrafa durante sua estadia no parque, pois em muitas regiões da Colômbia a água tratada é muito suja podendo causar problemas estomacais.

Foto: Blog Giramundos – (Este seria o alojamento para o estágiario dormir durante sua estadia no parque)

5ª- VOCÊ GOSTARIA DE FAZER UM ESTÁGIO NO PARQUE TAYRONA? Durante minha estadia no Parque Tayrona eu conheci um dos chefes da Unidade de Conservação. Em uma de nossas conversas, ele me ofereceu a oportunidade de estagiar no parque e receber como remuneração, alojamento, comida e orientação técnica, além de poder desfrutar gratuitamente de uma das riquezas naturais mais belas do planeta. Devido ao meu trabalho em navios de cruzeiro, não pude aceitar a excelente oportunidade. Antes de ir embora do parque, eu havia perguntado a ele se no meu lugar eu poderia indicar alguém que tivesse interesse no estágio. Ele me respondeu que sim. Portanto, caros leitores do Giramundos, se algum de vocês estiver estudando Turismo, Ecoturismo, Biologia ou Gestão Ambiental, e tenha interesse em passar um período trabalhando voluntariamente no Parque Tayrona, escreva para o e-mail contato@giramundos.com e não se esqueça de anexar o currículo junto. A preferência será para as pessoas que já estudam e trabalham com Meio Ambiente. Ressalto que todos os gastos com a passagem aérea de ida e volta e mais o transporte até a entrada do Parque Tayrona serão por conta do candidato. Acredito que ter no currículo um estágio realizado em um dos lugares mais apreciados do mundo é um privilégio para poucos.

 

PARQUE TAYRONA 11º DIA: PLAYA DEL CABO

Wednesday, May 11th, 2011

Seria bem complicado listar as praias mais lindas do mundo, uma tarefa quase impossível. Sabemos que esse assunto poderia gerar muita discordância em relação às outras praias. Mas cá entre nós, a Playa del Cabo no Parque Tayrona com certeza estaria entre as 5 mais belas do mundo. Talvez por tamanha beleza, que diversas empresas de turismo e canais de televisão internacionais a incluíram numa enquete que envolveu as 100 praias mais lindas do mundo. Depois de milhares de votos a 3º mais bem colocada foi a Playa del Cabo na Colômbia. Esta ótima colocação foi justa, pois suas águas cristalinas são perfeitas, com uma temperatura na medida, nem muito quente, nem muito fria. Ao entrar no mar eu sempre conseguia ver os bancos de corais em virtude da transparência de suas águas, que também…

facilitam para os mergulhadores enxergarem os imensos cardumes de peixe e outros animais marinhos. Acredito que o difícil acesso até a praia ajudou na preservação do local. As areias são brancas como açúcar e finas ao ponto de ranger entre os dedos, provocando o som de uma cuíca. Ao contrário das praias movimentadas, como Copacabana, Miami Beach ou Waikiki no Hawaii, a Playa del Cabo é deserta, calma, silenciosa, com bastante mata virgem, um lugar exuberante que a Mãe Natureza fez questão de esculpir com delicadeza, e que cabe a nós agora, preservá-la com muito cuidado. Os poucos nativos que vivem no parque acham que a praia é o Éden da Terra, eu não duvido nada! Muito obrigado a todos os leitores do Giramundos por terem acompanhado os 11 posts do Parque Tayrona, espero que todos tenham gostado. Para encerrar com chave de ouro, amanhã no 12º post desta aventura eu irei escrever ótimas dicas sobre o parque.

Foto: Giramundos.com – (Lá embaixo naquelas cabaninhas com teto cinza que é onde fica o Acampamento Cabo de San Juan)

 

Vídeo: Giramundos.com – (Marcos Garcia fazendo um pequeno tour pela Playa del Cabo)

Vídeo: Giramundos.com – (Marcos Garcia entrevistando a australiana Chiara Sacco na Playa del Cabo)

Seria bem complicado listar as praias mais lindas do mundo, uma tarefa quase impossível. Sabemos que esse assunto poderia gerar muita discordância em relação às outras praias. Mas cá entre nós, a Playa del Cabo no Parque Tayrona com certeza estaria entre as 5 mais belas do mundo. Talvez por tamanha beleza, que diversas empresas de turismo e canais de televisão internacionais a incluíram numa enquete que envolveu as 100 praias mais lindas do mundo. Depois de milhares de votos a 3º mais bem colocada foi a Playa del Cabo na Colômbia. Esta ótima colocação foi justa, pois suas águas cristalinas são perfeitas, com uma temperatura na medida, nem muito quente, nem muito fria. Ao entrar no mar eu sempre conseguia ver os bancos de corais em virtude da transparência de suas águas, que também facilitam para…

os mergulhadores enxergarem os imensos cardumes de peixe e outros animais marinhos. Acredito que o difícil acesso até a praia ajudou na preservação do local. As areias são brancas como açúcar e finas ao ponto de ranger entre os dedos, provocando o som de uma cuíca. Ao contrário das praias movimentadas, como Copacabana, Miami Beach ou Waikiki no Hawaii, a Playa del Cabo é deserta, calma, silenciosa, com bastante mata virgem, um lugar exuberante que a Mãe Natureza fez questão de esculpir com delicadeza, e que cabe a nós agora, preservá-la com muito cuidado. Os poucos nativos que vivem no parque acham que a praia é o Éden da Terra, eu não duvido nada! Muito obrigado a todos os leitores do Giramundos por terem acompanhado os 11 posts do Parque Tayrona, espero que todos tenham gostado. Para encerrar com chave de ouro, amanhã no 12º post desta aventura eu irei escrever ótimas dicas sobre o parque.

Foto: Blog Giramundos – (Lá embaixo naquelas cabaninhas com teto cinza que é onde fica o Acampamento Cabo de San Juan)

Foto: Blog Giramundos – (São duas praias uma colada na outra, que depois de um tempo levou o nome de apenas uma, Playa del Cabo)

 

Vídeo: Blog Giramundos – (Marcos Garcia fazendo um pequeno tour pela Playa del Cabo)

Vídeo: Blog Giramundos – (Marcos Garcia entrevistando a australiana Chiara Sacco na Playa del Cabo)

 

Seria bem complicado listar as praias mais lindas do mundo, uma tarefa quase impossível. Sabemos que esse assunto poderia gerar muita discordância em relação às outras praias. Mas cá entre nós, a Playa del Cabo no Parque Tayrona com certeza estaria entre as 5 mais belas do mundo. Talvez por tamanha beleza, que diversas empresas de turismo e canais de televisão internacionais a incluíram numa enquete que envolveu as 100 praias mais lindas do mundo. Depois de milhares de votos a 3º mais bem colocada foi a Playa del Cabo na Colômbia. Esta ótima colocação foi justa, pois suas águas cristalinas são perfeitas, com uma temperatura na medida, nem muito quente, nem muito fria. Ao entrar no mar eu sempre conseguia ver os bancos de corais em virtude da transparência de suas águas, que também facilitam para…

os mergulhadores enxergarem os imensos cardumes de peixe e outros animais marinhos. Acredito que o difícil acesso até a praia ajudou na preservação do local. As areias são brancas como açúcar e finas ao ponto de ranger entre os dedos, provocando o som de uma cuíca. Ao contrário das praias movimentadas, como Copacabana, Miami Beach ou Waikiki no Hawaii, a Playa del Cabo é deserta, calma, silenciosa, com bastante mata virgem, um lugar exuberante que a Mãe Natureza fez questão de esculpir com delicadeza, e que cabe a nós agora, preservá-la com muito cuidado. Os poucos nativos que vivem no parque acham que a praia é o Éden da Terra, eu não duvido nada! Muito obrigado a todos os leitores do Giramundos por terem acompanhado os 11 posts do Parque Tayrona, espero que todos tenham gostado. Para encerrar com chave de ouro, amanhã no 12º post desta aventura eu irei escrever ótimas dicas sobre o parque.

Foto: Blog Giramundos – (Lá embaixo naquelas cabaninhas com teto cinza que é onde fica o Acampamento Cabo de San Juan)

Foto: Blog Giramundos – (São duas praias uma colada na outra, que depois de um tempo levou o nome de apenas uma, Playa del Cabo)

 

Vídeo: Blog Giramundos – (Marcos Garcia fazendo um pequeno tour pela Playa del Cabo)

Vídeo: Blog Giramundos – (Marcos Garcia entrevistando a australiana Chiara Sacco na Playa del Cabo)